Página do Brauner  


BACK IN BLACK

Oi (oi, oi, oi). Se você lembrou de Kuduro eu tenho que pedir que você saia imediatamente. Se não lembrou, seja bem-vindo à terceira tentativa minha de recomeçar esse blog.

Das outras vezes eu falhei porque tinha preguiça de terminar as linhas que eu escrev

Mas agora tudo é diferente. Estou de volta. John Travolta (então, precisamos conversar sobre como meus trocadilhos se deterioraram). Mas cá estou eu novamente e muito feliz de voltar com esse blog que tanto amo e conheço profundamente. E ao mesmo tempo voltar com o Pagina do Brauner.

Pra quem não conhece (ou seja, você) eu tenho mania de tentar ser engraçado e de dar prazer pra minha namorada. E eu não sei fazer nenhum dos dois.

Espero que vocês gostem do meu retorno. Se não, eu realmente sinto muito por ter feito você ter lido até agora, então vou postar uma frase do Pequeno Príncipe no final.

Vou atualizar com mais frequência. Até lá vocês têm bastantes textos merdas pra irem lendo ali no histórico. Até mais, fiquem com o senhor Jesus Cristo, tá? Um beijo. Tchau.


Escrito por Brauner às 19h17 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





SÃO THOMÉ DAS LETRAS

No último feriado prolongado, se não me engano Corpus Christi, eu fiz uma viagem (não tão surreal quanto o sentido da palavra combinado com o lugar oferecem) pra São Thomé das Letras. Se você não conhece a cidade, nunca ouviu falar dela e não sabe onde é, você possivelmente é um morador de lá.

São Thomé é uma cidade muito legal. Lá só tem pedra, maconha, casinhas de pedra, casinhas de maconha, barzinhos de pedra, estradas de pedra. E maconha. Lá tem tanta maconha que a polícia para:
- Tá carregando droga?
- Não, policial!
- Então está preso.

Não estou exagerando, porque os moradores em si não usam tanta droga. Quem usa muito são os turistas. E ô cidadezinha pra ter turistas, viu.

É muito surreal. Bem no centro da cidade tem uma igreja que dependendo de como você estiver, vai ver Jesus e companhia dançando, e dançar junto. Em frente a essa igreja tem uma caverna que ao invés de morcego tem hippie vivendo lá. De cabeça pra baixo.

Tem uma pirâmide lá no topo da cidade onde a galera se junta pra fumar maconha, fazer um som maconha, ver o pôr e nascer do sol maconha, conhecer gente nova maconha, esse tipo de coisa maconha.

Ainda conheci aquele cantor Ventania. Se você não conhece, tudo bem. Nem ele conhecia.

São Thomé possui cachoeiras maravilhosas, isso é inegável. Águas límpidas, um ambiente agradável... E um imbecil saltando lá de cima achando que era o Tarzan. E tecnicamente ele era: peludo, cabeludo e gritava feito um louco.

A população da cidade também é muito calorosa e receptora. Fazem amizades com muita facilidade, tipo o cara que encontrei que era MUITO igual ao Steven Tyler e cantava Crazy, do Aerosmith. O cara tinha a boca tão grande que ele conseguia falar três assuntos diferentes ao mesmo tempo.

Vi o nascer do sol daa pirâmide, uma coisa linda de se ver. Ele surgiu lá longe, com uma carinha de bebê e sorriu pra mim.

Fiquei 4 dias, em uma pousada meio nóia, que cada quarto é o nome de alguém mítico. Fiquei no quarto Nefertiti, e ainda tirei fotos com a Shiva e com o Merlin. Sem contar, é claro, no Mestre dos Magos. Todos eles e Jesus dançando na porta da igreja.

Antes de vir embora, passei em uma famosa montanha que dizem que o carro anda sozinho. Se por sozinho significa soltar o freio de mão em uma descida, ele é muito, muito sozinho. Vi uma paisagem muito bonita, e vi algo que nunca tinha visto antes: uma vaca deitada.

Por mais incrível que possa parecer, eu não fumei maconha. Mas respirei maconha os 4 dias.

E aqui eu termino esse texto igual maconha:


Escrito por Brauner às 19h53 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





GRIPE

Oi? (oi oi oi oi...). Fiquei tanto tempo sem escrever pra cá que tem poeira, teia de aranha e sujeira. Tá parecendo a vagina da Glória Maria.

Eu to muito gripado. De novo. Deve ser a segunda vez em duas semanas. Ou meu sistema imunológico é de plástico ou tenho sérios motivos para acreditar que alguém tem um boneco meu cheio de agulhas colocando e tirando na água fria.

E gripe é horrível. Ela me deixa rouco, desanimado, de mau humor e sem graça. Ou seja, eu vivo gripado 365 dias por ano. Mas o pior de tudo é que a gripe parece aquela tia chata que te visita a cada 15 anos e se hospeda no seu quarto.

Ela chega de mansinho e você acha que vai ser só um dia mas no fim são 7.

Minha gripe começou com uma tosse, mas por algum motivo eu achei que tossir feito um condenado estava normal. Todo mundo falando que eu tava gripando e eu achando que era natural tossir e sair um alien dali.

Ainda tem a parte mais chata que é o nariz ficar escorrendo. Se você está sozinho ele funciona que é uma beleza, mas é só ele perceber que alguém está entrando começa a escorrer. Fica parecendo a barba do Sr. Myagi.

Fico agradecido também com a atenção que as pessoas dão a uma gripe. Meu pai mesmo, coitado. Ele fica todo preocupado achando que essa água neônica e verde saindo do meu nariz junto com esses braços extras saindo das minhas costelas são preocupantes.

E como eu não to aguentando nem escrever, eu termino este texto de uma maneira não convencional: ax² + bx + c = 0.


Escrito por Brauner às 17h28 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





ANO NOVO

 

Todo fim de ano as pessoas desejam um Feliz Ano seguinte. Por que ninguém deseja nada no meio do ano? Por que ninguém chega em abril e fala: Então, tenha um ótimo resto de ano!

Enfim, desejo a todos meus amigos, principalmente os pessoais (que diga-se de passagem irei vê-los todos os dias ano que vem. Se fuderam.) e todos os leitores deste blog incrépito. E a pessoa que inventou a palavra incrépito que eu não sei o que é mas é muito legal.

Feliz ano novo!!!


Escrito por Brauner às 23h21 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





ENTÃO É NATAL...

...E se eu ouvir aquela maldita música cantada na voz daquela maldita mulher, eu vou causar uma catástrofe mundial liberando megatrons por todos os lados. Agora que a raiva passou, já é natal novamente! A melhor época do ano porque além de ser um momento de paz, é quando comemoramos o nascimento daquele que nos salvará: O 13º terceiro.

O natal é igual sexo de casamento: acontece 1 vez por ano e todos seus familiares sabem. Agora, no fim de ano, começam os preparativos para as festas, além de que o ano escolar está terminando e as nossas tias solteiras de 60 anos covers da Vovó Zona já garantem presença para a ceia de natal.

O tio engraçado e bêbado não virá este ano porque morreu afogado quando vocês foram na praia ver os fogos e ele bebeu tanto champanhe a ponto de acreditar que era Jesus. Bem, tecnicamente ele não era.

E como não citar Jesus? O pioneiro disso tudo? Vamos ser sinceros, nossa vida é muito melhor graças a Jesus. Sem ele não teríamos chocolate, bacalhau, dias sem aula nem presentes do Papai Noel. Jesus já fez mais pelas crianças que os pais.

E falando no Papai, eis o Noel. Acho fundamental a criação do mito do Papai Noel para incentivar as crianças a serem educadas. Eu sou da época que o Papai Noel era conhecido como vara de marmelo, e se eu não gostasse do presente, as mãos da minha mãe nos dentes dava o recado ao velhinho barbudo. Claro que isso é tudo mentira, e não estou dizendo que é mentira porque minha mãe chegou do lado e viu o que eu tava falando e começou a gritar e me ameaçar dizendo que ela está sendo exposta demais. Nada disso.

Eu gosto muito das compras de natal. É muito divertido sair, fazer as compras para a Saint Seya. Mas eu sempre me decepciono porque antes do natal sempre imagino aquele clima Esqueceram de Mim, em um casarão, com fartura de comida e tal. A única fartura aqui é de tios. Eu não sabia que tinha tantos tios. A cada ano eu ganho uns quatro. Eles aparecerem do nada com um papo sempre maleável:
- Êêê Brauner! Como você cresceu, garoto!
- Pois é, não nos vemos há 10 anos e eu cresci. Onde esse mundo vai parar?
- Então, Brauner!
- Quem é você?
- Seu tio Geraldo.
- Não tenho tio Geraldo.
- Então sou o tio Carlos.

E finalizo este texto escroto com uma pergunta:
Feliz natal.

(sacou a piadinha? Falei pergunta, não perguntei... Obrigado pela inspiração, Zelador do Scrubs. Fui)


Escrito por Brauner às 21h07 [   ] [ envie esta mensagem ] [ ]



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 




     
     




    Antropofocus
    Devanear
    Marcio Reiff
    Rodrigo Sallgado
    Rodrigo Rebelo
    Gildean Thiago
    Blog do Danilo
    Lucas Carasek
    Com a Palavra...
    Thaís Diz


     

     

    Dê uma nota para este blog